fbpx
Cães & GatosRecentesTop Artigos

Como lidar com o ciclo estral de sua cadela

O ciclo do cio das cadelas tornou-se uma preocupação comum dos tutores, onde muitos deles desejam  prevenir ou otimizar a reprodução em suas pets caninas. Conhecer as fases do ciclo estral da cadela pode ser muito útil e lhe ajudar a lidar com esse período.

Os tutores de cães de estimação sempre ficam perplexos com essa questão há muito debatida – qual é a maneira mais segura de lidar com o ciclo do cio da cadela. Ao longo dos anos, estudos encontraram vários tratamentos para garantir o bem-estar de animais de estimação como cães, hamsters, porquinhos-da-índia e gatos.

Infelizmente, a maioria dos tutores de cães ainda desconhece todos os tratamentos possíveis para o manuseio do ciclo estral – suas vantagens, efeitos colaterais e medidas de segurança. Porém, graças à Dra. Cindy Maenhoudt, Natalia R. Santos e Alain Fontbonne, que explicaram todos os tratamentos recentemente usados para o manuseio dos ciclos do cio de uma cadela em uma única pesquisa, todos os tutores de pet agora podem entender melhor os diferentes métodos e fazer a sua escolha.

Imagem: Heads Up for Tails

Em um estudo de 2018, a Dra. Cindy e seus colegas pesquisadores revisaram a literatura para estudar todos os métodos de manuseio para o ciclo estral da cadela. O estudo de revisão em si foi apresentado online na publicação chamada Reproduction in Domestic Animals, volume 53, edição S3 em 25 de novembro de 2018. O periódico publica artigos originais e artigos de revisão sobre patologia, fisiologia e biotecnologia da reprodução.

Mas antes de fazer uma revisão do que a Dra. Cindly e sua equipe de pesquisa acreditam ser as melhores opções para o manuseio do ciclo estral das cadelas, vamos primeiro estudar brevemente este ciclo do cio. Normalmente falando, uma cadela terá seu primeiro estro ou cio entre a idade de 6 a 12 meses, dependendo de seu tamanho e raça. As fases do ciclo estral da cadela são:

  1. PROESTRO:

O proestro é o momento em que você percebe manchinhas de sangue nas pernas da cadela ou em suas áreas de descanso. Esta é a fase em que sua cadela apresenta alta concentração de hormônios que atraem os cachorros. Durante este período, os níveis de estrogênio estarão altos e os folículos se desenvolverão. O proestro é o momento em que as pessoas costumam dizer “sua cadela está no cio”. Esta fase pode durar de 0 a 24 dias, com uma média de 9 dias, dependendo da raça e do estado de saúde da cadela.

  1. ESTRO:

Com vulva maior, mas amolecida e níveis crescentes de progesterona, o estro é a fase em que as fêmeas estão prontas para a atenção dos machos. Durante este período, haverá uma diminuição no fluxo sanguíneo e nos níveis de estrogênio. O estro é a fase em que qualquer fêmea canina está fértil e pronta para o possível processo de reprodução. Esta etapa pode durar de 4 a 24 dias, com uma média de 9 dias, dependendo da raça e da saúde da cadela.

  1. DIESTRO:

Com a diminuição do estrogênio e o aumento dos níveis de progesterona, o diestro é a fase em que as fêmeas não estão mais receptivas à atenção dos machos. No final desta fase, os níveis de progesterona diminuem para níveis basais após atingirem picos elevados na primeira metade desta etapa.

  1. ANESTRO:

Se não estiver grávida, o anestro é a fase em que o corpo se prepara para o próximo ciclo de cio possível. Durante esta fase, o corpo de suas cadelas volta às condições normais; sem vulva inchada ou corrimento vaginal. O anestro pode durar de 4 a 6 meses, dependendo da raça e da saúde da cadela.

Imagem: Pumpkin Care

A Dra. Cindy Maenhoudt e o Dr. Alain Fontbonne são veterinários pesquisadores do Center for Studies in Carnivore Reproduction (CERCA), National Veterinary School of Alfort, em Paris, França – e a Dra. Natalia R. Santos é veterinária pesquisadora do Animal Husbandry and Sports Medicine Unit (UMES), National Veterinary School of Alfort, em Paris, França.

Opções contraceptivas e efeitos colaterais:

A Dra. Cindy e sua equipe revisaram minuciosamente todas as opções contraceptivas e seus efeitos colaterais. Ela cuidadosamente elabora várias alternativas contraceptivas, como implantes de progestinas, andrógenos, deslorelina e algumas outras opções.

A equipe de pesquisadores também esclareceu todos os efeitos colaterais comprovados associados a cada método contraceptivo.

“Vários efeitos colaterais associados ao uso de progestinas” e o espectro de efeitos colaterais estão relacionados a muitos fatores, escreveu a Dra. Cindy no estudo de revisão.

Os efeitos colaterais dos contraceptivos estão relacionados ao produto, à dose do medicamento, em qual das fases do ciclo estral da cadela o medicamento é consumido e à frequência de consumo. Entre os vários efeitos colaterais dos contraceptivos, alguns são alterações comportamentais, letargia, ganho de peso, complexo piometra, aumento da glândula mamária, neoplasia, acromegalia ou supressão adrenal.

fases do ciclo estral da cadela
Imagem: Twitter

Opções de indução de estro e efeitos colaterais:

Os pesquisadores também explicaram tratamentos mais avançados, como por exemplo opções de indução do estro. De acordo com os pesquisadores, a indução do estro em cadelas pode ser realizada usando agonistas dopaminérgicos (medicamentos antiprolactinérgicos como cabergolina e bromocriptina) ou implante de deslorelina (agonistas de GnRH).

Para realizar a indução do estro com sucesso, sua cadela deve ter pelo menos 5 meses desde o estro anterior, ter funções ovarianas e uterinas normais e estar sexualmente madura.

Os efeitos colaterais da indução do estro são ocasionalmente observados durante o tratamento e alguns deles podem incluir vômitos, alterações na cor da pelagem, gravidez inesperada ou, em alguns casos raros, queda de pelagem.

“Antes da indução do estro, é crucial confirmar que a cadela está em anestro” e também realizar um exame de ultrassom para estimar a condição dos ovários e do útero, afirma a equipe de pesquisa. (Fonte: Reprod Dom Anim. 2018;53)

fases do ciclo estral da cadela
Imagem: Amo Viralata

Tem alguma dúvida ou comentário sobre o assunto? Compartilhe com a gente!